Um pedacinho da Itália!

Vamos nos teletransportar para Verona, Itália e conhecer um deslumbrante jardim do século 15 com labirintos, fontes e estátuas mitológicas…

Seja bem vindo ao Giardino Giusti, um dos jardins mais antigo da Europa na cidade que desenrola o romance de William Shakespeare, Romeu e Julieta.Hoje, o jardim tem a mesma estrutura de 1570, deixada por Agostino Giusti, Cavaleiro da Républica Veneziana que servia ao Duque da Toscana.


Imaginem que este espaço foi criado para ser o “quintal” do Palácio Giusti e foi visitado pelas mais ilustres figuras da história, incluindo Goethe e Mozart.

Um verdadeiro jardim renascentista…

Com a chegada do Renascimento, diversos monarcas, príncipes e poderosos encomendaram a construção de jardins fastuosos, anexos às suas casas. A paixão pela natureza, o conhecimento do mundo vegetal e o acúmulo de plantas exóticas vindas dos confins do mundo não foram, contudo, as únicas razões que levaram a tal tarefa jardineira.


Os jardins italianos desta época se inspiraram nos jardins da Roma Antiga que possuíam muitas estátuas e fontes monumentais, eram tidos como centros de retiro intelectual onde sábios e artistas podiam trabalhar e discutir no campo, longe do calor e das moléstias do verão da cidade.


Nestes jardins a paisagem era desenhada com régua e compasso, caracterizando a simetria de linhas geométricas conhecido como topiárias.. Havia também muito contraste entre as formas naturais e as criadas pelo homem.

Fica a dica então, se for para Verona, Itália, não deixe de conferir esse belo jardim!

Selecione a Categoria
Posts em Destaque
Procurar por Tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon